Off White Blog
Liberty Media compra F1 por US $ 4,4 bilhões

Liberty Media compra F1 por US $ 4,4 bilhões

Setembro 27, 2020

A Fórmula 1 tem um novo dono agora que a Liberty Media comprou o negócio das corridas por US $ 4,4 bilhões, de acordo com relatos da imprensa. A Fórmula 1 está no mercado há alguns anos, cortejando todo tipo de pretendentes, para substituir a empresa de private equity CVC Capital. Sem dúvida, este é um dos maiores acordos da história do esporte profissional e representa uma nova e corajosa fronteira para a Liberty Media, assumindo que os reguladores aprovem o acordo. A Liberty Media é uma empresa da Fortune 500, com ativos diversos e uma história bastante complicada, mas que não está aqui nem ali.

O supremo da F1, Bernie Ecclestone, permanecerá como CEO, mas haverá um novo presidente, Chase Carey, vice-presidente de 21st Century Fox. Segundo informações, Ecclestone permanecerá por alguns anos, mas os analistas esperam sua saída, assim como anteciparam a saída da CVC. Tem havido muitas queixas sobre o quanto a CVC ganhou com a crescente popularidade da F1 ao longo dos anos, combinada com o pouco que ela tem feito pelo esporte.

Ecclestone disse à Reuters que lhe pediram para permanecer por três anos e que perderia o próximo Grande Prêmio de Cingapura (certamente não sentiremos falta, parceiros como somos na festa do Podium Lounge), pois ele é necessário para as negociações em Londres . O magnata britânico de 85 anos dirige a F1 nos últimos 40 anos.

A Liberty Media será desafiada a lidar com a queda nas classificações de TV nos últimos anos e a melhorar o apelo do esporte nos EUA, onde notoriamente não conseguiu ganhar força ao longo dos anos. A empresa de propriedade de John Malone já tem alguma legitimidade esportiva, sendo os donos do Atlanta Braves Major League Baseball Club.


Vaya grafismos y vaya onboards, Liberty Media | Opinión F1 2018 | Fórmula Fons (Setembro 2020).


Artigos Relacionados